Menu fechado

Por Maria Clara Magagnin de Aguiar e Alessandro Rodrigues de Carvalho Martins

Ventilação mecânica em pequenos animais, quando indicar?

Frequentemente, na rotina das Unidades de Terapia Intensiva e atendimentos de emergência, nos deparamos com situações críticas correlacionadas ao desconforto e angústia respiratória. A respiração consiste no processo fisiológico responsável pelas trocas gasosas, que envolve a entrada de oxigênio, e a remoção de gás carbônico, e isso depende do adequado funcionamento do sistema respiratório que compreende vias aéreas, traqueia, pulmões, diafragma, do funcionamento do sistema nervoso central e periférico,  e sistema circulatório, a interação desses sistemas permite que haja um volume adequado de ar para chegar até os alvéolos, e o fluxo sanguíneo no capilar pulmonar, o que resulta na troca gasosa. A falta de homeostase nesse processo resulta em insufiência respiratória.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar