Menu fechado

Por Maria Fernanda Tóffoli Castilho

10 pontos do Código de Ética que veterinários têm descumprido

A responsabilidade dos médicos-veterinários e o comprometimento em relação ao Código de Ética do Médico-Veterinário e Resoluções do Conselho Federal de Medicina Veterinária é de suma e extrema importância para conhecer as normas que regulamentam a sua atividade. Porém, a falta de conhecimento do médico-veterinário sobre o que diz o Código de Ética, tem levado muitos profissionais a responder por processos éticos e judiciais. Seja porque não tiveram conhecimento apropriado sobre o tema na faculdade ou mesmo formado, na correria do dia a dia, não deram a importância necessária para o estudo desse Código, tenho percebido que muitos veterinários têm ignorado o que ele prevê, gerando um alto índice de erros apurados pelo Conselho Regional de Medicina Veterinário (CRMV), bem como em processos judiciais. Com isso, surge um novo campo de atuação de advogados, o do Direito Médico-Veterinário, que veio para unir o Direito e a Medicina Veterinária. Essa parceria especializada nos permite identificar e corrigir falhas evitando problemas no CRMV, minimizando riscos, assessorando e elaborando termos e contratos específicos para cada paciente/tutor, bem como orientações em dúvidas em algum caso específico e concreto nas demandas judiciais e na sua própria defesa.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar